Teste Sena 10C Pro - Simplificar a nossa vida

Um intercomunicador e câmara num só? Sim, o Sena 10C Pro é a escolha para quem quer um sistema misto que simplifica a nossa vida.

Sena 10C Pro
PVP – 399€
Informações – Salgados Moto / 214 691 484


Há já alguns anos que tenho a oportunidade de testar diferentes intercomunicadores e câmaras de ação. Sou um fã deste tipo de equipamentos. Posso falar com os meus companheiros de viagem, ouvir música, atender chamadas, isto no caso do intercomunicador. E posso gravar os momentos de condução com as câmaras de ação. Mas isto tudo obriga sempre a transportar vários equipamentos, utilizar diferentes aplicações para telemóvel, e isto sem contar com os diferentes acessórios para cada equipamento.

Foi por isso com especial interesse que recebi por parte da Salgados Moto o Sena 10C Pro, um verdadeiro dois em um, que funciona duplamente como intercomunicador e câmara de ação.

Esta variante Pro é uma evolução do 10C. Se a funcionalidade de intercomunicador é basicamente igual aos outros intercomunicadores, a maior novidade é a utilização de uma câmara melhorada. Tem agora a capacidade de gravar nas seguintes resoluções: 1440p/30fps, 1080p/30fps ou ainda a 1080p/60fps.


O Sena 10C Pro não conta com qualquer tipo de memória interna. Temos de adquirir à parte um cartão micro SD, que pode ser até 64GB. Se optarmos por uma resolução de 1440p a 30 fps, isso deverá permitir gravar até 2 horas de vídeo.

Outra característica que transforma por completo o 10C Pro, elevando a sua polivalência e valor, é a possibilidade de ligação por wi-fi ao telemóvel. Essa ligação permite o emparelhamento da câmara com o telemóvel, e através da aplicação dedicada Sena Camera App temos acesso à pré-visualização da imagem – perfeito para ajustar o ângulo da câmara – e também acedemos aos vídeos e fotos gravados. E por falar em ângulo da câmara, o Sena 10C Pro permite não só ajustar o ângulo vertical, mas também o horizontal. A própria lente roda em 30º.

É possível emparelhar por Bluetooth o 10C Pro com até um máximo de três intercomunicadores Sena, ou com um intercomunicador que não seja da Sena. A criação dos grupos é feita através de uma outra aplicação, a Sena Utility. O procedimento é relativamente básico, com a Sena a descomplicar o que por vezes se pode tornar complicado e que afasta os motociclistas de usarem intercomunicadores.


Depois de remover o 10C Pro da sua caixa, a primeira tarefa será instalar o sistema no capacete. Neste caso usei um Shark Spartan. Através da base de fixação por grampo, rapidamente consegui colocar o corpo do intercomunicador / câmara no seu local. Esta base conta com um mecanismo de rosca que podemos desapertar para ajustar o ângulo do Sena 10C Pro. Fácil, e com a app Sena Camera torna-se uma brincadeira de crianças encontrar a posição correta para filmar.

Apesar do guia rápido incluído na caixa conter informações gráficas e algumas instruções básicas de como operar o sistema, e a pensar nos motociclistas que nunca tiveram um intercomunicador, seria bom a Sena incluir uma explicação mais detalhada de como instalar o aparelho, e, principalmente, os auriculares que se fixam no forro interior. O processo de instalação não demora mais do que 20 minutos, e depois temos de esperar 3h30m para que a bateria atinja a carga máxima.


Manusear o Sena 10C Pro não é complicado. Três botões e uma roda tipo “click wheel”, que serve para ajustar o volume, são os únicos botões que temos de usar. A maior parte das funções necessita apenas que se carregue num botão.

Por exemplo, para ligar a câmara carregamos por um breve instante no botão grande superior, ao que se segue um aviso sonoro “Camera On”. Mas para começar a filmar, temos de carregar pelo menos durante um segundo, já depois da câmara estar ligada. Se voltarmos a carregar rapidamente, a câmara não filma mas acaba por tirar uma foto, com a Sena a apresentar boas características neste particular, pois o modo foto tem 3,7 megapíxeis em formato 16:9.

Ao nível da sua função de intercomunicador, o Sena 10C Pro cumpre com o esperado. A qualidade do som é boa, a ligação Bluetooth com o meu iPhone 7 nunca foi abaixo, e mesmo ligando e desligando a ligação repetidamente, o que causava a quebra do emparelhamento, o 10C Pro reconheceu sempre o meu telemóvel de forma automática.


Em andamento, a qualidade do som não apresenta grandes problemas num capacete integral como aquele que foi usado neste teste. Até aos 100 km/h é possível conversar perfeitamente e ouvir a outra pessoa e música sem fazer grande esforço.

Ainda assim, esperava mais eficácia do sistema de cancelamento de ruído, o que a Sena denomina de “Advanced Noise Control”.

Com o microfone posicionado mesmo à frente da boca, colado ao interior da queixeira do capacete para ficar o mais protegido possível, a verdade é que o vento é facilmente captado pelo microfone, e tanto nas chamadas telefónicas como nos vídeos, o som do vento é demasiado pronunciado quando circulamos com a viseira aberta. Se fecharmos a viseira o som melhora significativamente, ao ponto de quem está a falar comigo não perceber que estou a andar de moto.


O Sena 10C Pro não oferece a mesma qualidade de uma “action cam” específica, nem as muitas opções de resolução e formato de vídeo. Por exemplo, o efeito “olho de peixe” está sempre presente. Ainda assim, ao nível de imagem de vídeo a qualidade apresentada é bastante agradável desde que as condições de luminosidade se mantenham estáveis. Formas definidas, cores vivas, e filmagens suaves.

Na passagem de zonas claras para zonas escuras (ou vice-versa), o 10C Pro sente alguma dificuldade em adaptar-se à mudança. Nos vídeos esta situação é perfeitamente perceptível quando se sai de um túnel, em que a imagem torna-se num clarão de luz intensa e demora uns bons 3 segundos antes de voltarmos a conseguir ver alguma coisa.

O som no vídeo é captado através do microfone. É por isso vital conseguir proteger o microfone do vento, pois caso contrário o vídeo será uma sinfonia acústica pouco agradável. No caso deste teste, os vídeos que fiz revelam claramente este detalhe, e é perfeitamente possível perceber a diferença entre viseira aberta ou fechada, e como isso afeta o som captado em vídeo.


Ao nível das fotos é necessário uma grande habituação.

O botão para captar fotos é o mesmo que usamos para iniciar a gravação de vídeo. Para tirar uma foto temos de ter a função câmara ligada, e depois com um rápido pressionar no botão superior, o Sena 10C Pro tira uma foto. Existe um grande desfasamento temporal entre o momento em que pressionamos o botão e o momento em que o sistema tira a foto. Até nos habituamos ao “timing” perdemos muitas boas oportunidades de captar fotos fantásticas.

Para último nesta análise deixo a qualidade de construção e duração da bateria. O Sena 10C Pro apresenta-se bem construído, materiais que parecem ser robustos e resistentes ao uso,  com botões superior e posterior bem salientes, o que facilita a utilização do sistema com luvas calçadas. Neste particular deixo apenas um reparo: a “click wheel” que serve para ajustar o volume deveria ser mais rugosa ou saliente. Em andamento e com luvas não temos a perceção de quando estamos a carregar ou a rodar a roda.

Já a bateria foi uma agradável surpresa!

Tendo em conta a minha experiência (menos positiva) com as habituais “action cam”, que ficam sem bateria em relativamente pouco tempo de utilização, o Sena 10C Pro não só demora pouco tempo a carregar totalmente, como a bateria aguenta bem mais do que 1h30m a filmar. Em modo intercomunicador a bateria resiste bem mais, e precisei de usar e deixar o intercomunicador ligado durante 12 horas seguidas para esgotar a bateria.

Sena 10C Pro - exemplos de fotos

andardemoto.pt @ 11-8-2020 17:35:50 - Texto: Bruno Gomes | Fotos: Luis Duarte


Mais