Regresso em força para o Team Eni Aprilia Portugal

Cumpriu-se ontem a segunda prova do CNV Moto 2018, a primeira visita do ano ao circuito algarvio de Portimão, onde os pilotos Eni Aprilia Portugal Racing Team marcaram presença. 

Sem dúvidas meteorológicas a assombrar o regresso às pistas do Nacional de Velocidade, a Armada luso-italiana rodou debaixo de muito sol e calor, contrastando com a provas anteriores - Resistência: 3 Horas do Estoril e CNV Moto - Estoril I, ambas com chuva a baralhar as contas dos pilotos.

Naquele que se previa ser um fim-de-semana de dúvida para o Tetra Campeão Nacional de SBK Tiago Magalhães, acabou por ser uma prova em grande para o piloto de Cascais. Ainda em recuperação da violenta queda no CNV Moto Estoril I, Tiago Magalhães surpreendeu tudo e todos com uma exibição fantástica que começou com a P3 na QP1 e P2 na QP2 de Domingo, e que culminou com a P2, com sabor a vitória.

João Diogo Silva regressou também ao CNV Moto 2018 na continuação à adaptação e desenvolvimento da sua Aprilia RSV4 RF, onde conseguiu um P12 na Q1 e melhorou o seu tempo na Q2, partindo da P11 na grelha.

João Diogo Silva terminou a corrida na 8.ª posição, um resultado bastante positivo e que reflecte a sua determinação em evoluír e tornar-se cada vez mais rápido.

Na Copa Dunlop Motoval, Filipe Lourenço #193 esteve verdadeiramente imparável. Após alcançar a pole-position, Filipe Lourenço venceu a primeira manga no Sábado e voltou a repetir a dose no Domingo, naquele que foi um fim-de-semana irrepreensível para o piloto de Alenquer.

Marco Machado:

“O nosso regresso às pistas começou com alguma incerteza, pois não sabíamos se o Tiago iria estar apto a participar e estávamos curiosos por saber qual seria a performance do João Diogo Silva com a Aprilia RSV4 RF neste traçado de Portimão. 

Mais uma vez o Tiago conseguiu mostrar a sua raça e fazer um verdadeiro brilharete ao conseguir rodar forte e saír da primeira linha da grelha e terminar a corrida na segunda posição.

O João Diogo Silva mostrou que está cada vez mais confiante e a sua adaptação à V4 é notória, esta P8 é a prova. 

Filipe Lourenço foi a nossa cereja no topo do bolo, mostrando cada vez mais ser candidato ao título da Copa Dunlop Motoval, depois de uma exibição simplesmente soberba.

Saímos de Portimão extremamente satisfeitos e orgulhosos pelos resultados alcançados, resultados esses que espelham o esforço e dedicação de toda a estrutura Eni Aprilia Portugal Racing Team, especialmente após um início de campeonato atribulado, onde a nossa resiliência e capacidade de evolução são fulcrais para superar quaisquer obstáculos.”

A Eni Aprilia Portugal Racing Team prepara-se agora a próxima prova, onde vai procurar dar continuidade ao crescendo de resultados, apontando canhões para o Estoril II marcado para os dias 30 de Junho e 1 de Julho de 2018 no regresso ao Autódromo Fernanda Pires da Silva.

@ 18-6-2018 11:30:54


Mais